Arquivos Mensais: Março 2013

… in the name of LOVE.

“Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que lhe provoca. Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.” (autor desconhecido) … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

… lado a lado, poesia e Primavera, unem-se no seu dia.

                    “Olhos postos na terra, tu virás no ritmo da própria primavera, e como as flores e os animais abrirás nas mãos de quem te espera”. Eugénio de Andrade fotografia by … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

… ainda sou do tempo …

  … em que o fim do Inverno se dava a 21 de Março e as andorinhas simbolizavam o inicio de novas Primaveras, estas chegam amanhã, bem cedinho, pela fresca… cá vos espero !!! (RJ)

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Peludo e azul

‘Growing old is unavoidable, but never growing up is possible. I believe you can retain certain things from your childhood if you protect them – certain traits, certain places where you don’t let the world go.’ (SJS)

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

… aos dias felizes.

                      (RJ)  

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

… da transversalidade dos cartoons

Bert: Uh Ernie tell me. How do I look? Ernie: With your eyes Bert. Keeheeheeheehee! Bert: Ernie c’mon. You know I am going to the Pigeon Lover’s Party; its a big event and I want you to look at me … Continuar a ler

Imagem | Publicado em por | Publicar um comentário

… para quando não há combinações …

porque é só deixar-nos ir! (SJS)

Vídeo | Publicado em por | Publicar um comentário

… a (in)sustentável leveza …

    … do SER.       (RJ)

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

… descolar.

  ” I always wonder why birds choose to stay in the same place when they can fly anywhere on the earth, then i wask myself the same question”  Harun Yahya         fotografia by (RJ)

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

… o céu que se (es)colhe.

“…Olha as gotas, colhe o céu. Traz a vida, traça as idas e volta. Concentra, entra. Sai, encontra. Perde, estremece. Faz, enobrece. Rouba a íris, devolve o sorriso. Mesmo escondida entre o quotidiano incandescente, mesmo que ninguém além de mim … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário